Piquenique na estrada

R$79,90

Disponibilidade: 15 em estoque

Os irmãos Strugátski foram os mais famosos escritores de ficção científica da União Soviética. Piquenique na Estrada, sua obra mais conhecida e elogiada, serviu de inspiração para o cineasta Andrei Tarkóvski no filme STALKER. Traduzido direto do russo, e com o texto original escrito pelos Strugátski, esta edição traz duas leituras complementares: um posfácio escrito pelo próprio Bóris e um prefácio assinado por Ursula K. Le Guin, autora de A Mão Esquerda da Escuridão.

arkady-strugatsky

Rússia

Arkádi Strugátski

Nascido em Leningrado, Arkádi Strugátski junto com seu irmão Boris, foram os mais famosos escritores de ficção científica da União Soviética. Antes de começar a escrever, Arkádi trabalhava como tradutor e intérprete de inglês e japonês. Entre 1958 e 1991, escreveram, em parceria, mais de vinte romances e novelas, além de diversos contos e peças de teatro. Um de seus romances mais famosos, Piquenique na estrada, foi adaptado para o cinema por Andrei Tarkóvski no filme Stalker (1979). A obra foi tão elogiada que ganhou o prêmio especial do júri no Festival de Cannes no ano seguinte. Alguns anos mais tarde, em 2001, o livro dos Strugátski ganhou sua versão em game. O jogo S.T.A.L.K.E.R, assim como o livro, fala sobre as zonas de visitação e faz um paralelo com o desastre de Chernobyl. O game já tem quatro versões e vendeu mais de cinco milhões de cópias. Ainda nos dias de hoje, Piquenique na estrada é aclamado na Rússia e nos países do leste europeu, em parte graças às suas críticas aos governos totalitários.
Ler mais

EXISTEM SERES INTELIGENTES NO ESPAÇO. MAS, PARA ELES, A HUMANIDADE É IRRELEVANTE.

A cidade de Harmont está mudada. Desde que foi palco de uma das várias invasões alienígenas na Terra, o clima é de incerteza e medo. Os visitantes anônimos não se comunicaram com os terráqueos, e assim deixaram a humanidade com questionamentos aterradores. Nos locais onde eles estiveram, agora zonas proibidas, fenômenos perigosos continuam acontecendo.

O trabalho ilegal de Redrick Schuhart, e de todos os outros stalkers, é invadir esse território para coletar e depois comercializar estranhos e misteriosos objetos trazidos de mundos distantes.

Publicado pela primeira vez em 1971 na União Soviética, Piquenique na Estrada mistura alusões à Guerra Fria e reflexões sobre a insignificância humana. Adaptado para os cinemas no filme Stalker, de Andrei Tarkóvski, é um dos maiores clássicos da ficção científica no leste europeu.

Traduzido direto do russo, e com o texto original escrito pelos Strugátski, esta edição traz duas leituras complementares: um posfácio escrito pelo próprio Bóris e um prefácio assinado por Ursula K. Le Guin, autora de A Mão Esquerda da Escuridão.

Peso 0,45 g
Dimensões 2 × 14 × 21 cm
Tradutor

Tatiana Larkina

Edição

Ano

2017

Páginas

320

Acabamento

Capa dura

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Piquenique na estrada”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Poeira lunar (PRÉ-VENDA 25/08)
Arthur C. Clarke
Poeira lunar (PRÉ-VENDA 25/08)
R$47,90
Consciência quântica
Amit Goswami
Consciência quântica
R$59,90
Laranja mecânica
Anthony Burgess
Laranja mecânica
R$59,90
O fim da infância
Arthur C. Clarke
O fim da infância
R$47,90
Carrinho de compras
Rolar para cima